Pular para o conteúdo principal

Empresário acusa Milton Monti e Valdemar Costa Neto de cobrar propina


23 de julho de 2011 | 15h 00
Fernando Gall, NO ESTADÃO

O empresário Geraldo de Souza Amorim, ex-administrador da Feira da Madrugada, acusa o deputado Milton Monti (PR-SP) de pedir propina para que ele pudesse continuar a comandar a feira. Segundo ele, o deputado reforçou um pedido de R$ 300 mil mensais feito inicialmente pelo chefe da inventariança da antiga Rede Ferroviária Federal (RFFSA) em São Paulo, Miguel Roberto Ruggiero. Amorim falou com o Estado na noite de sexta-feira. Procurada pela reportagem, a assessoria do deputado Monti pediu até a manhã de sábado para tentar localizá-lo, o que não ocorreu.
Amorim confirmou, assim, as informações constantes de uma carta enviada a ele pelo vereador Agnaldo Timóteo (PR) com papel timbrado da Câmara Municipal, na qual Timóteo relatava as cobranças feitas por "oportunistas" de seu próprio partido. A carta foi divulgada nesta semana pelo jornal Folha de S. Paulo.

O empresário afirmou ao Estado que o pedido de propina lhe foi feito por Ruggiero e Monti tão logo a RFFSA foi extinta, e o terreno da Feira da Madrugada entrou na inventariança. Ele afirma ter relatado o problema ao deputado federal Valdemar Costa Neto (PR-SP), que preferiu não se envolver.
"Esse Miguel Roberto Ruggiero me chamou e pediu essa quantia que hoje o vereador (Timóteo) declara. Eu fui a Mogi das Cruzes atrás do Valdemar e ele pediu que eu procurasse o Milton Monti, que reiterou o pedido feito pelo Ruggiero".
Amorim afirmou que não pagou a quantia e também não denunciou o fato a nenhuma autoridade competente.
"Eu me dei por desentendido e vi pra mim uma expressão: custo-benefício. Não neguei, mas também não tinha condição de pagar. Eu já tinha um custo pesado na feira e achei que não tinha nem conversa".

Postagens mais visitadas deste blog

Nova Campina, Itapeva e Bom Sucesso de Itararé numa rápida passagem

Numa passagem rápida entre algumas áreas entre as extremidades dos municípios de Nova Campina, Itapeva e Bom Sucesso de Itararé, já dá para ter uma ideia do potencial da região. As fotos desta postagem são do dia 04 de outubro. Um roteiro que contemplou uma pequena cachoeira em Nova Campina, nas proximidades do bairro Fracarolli, depois, as belezas inconfundíveis das águas, matas e rochas do cânion Pirituba, em Itapeva. Passando por dentro do município de Bom Sucesso de Itararé, a continuação do belo relevo, cheio com as serras e os pontos de destaque entre os paredões de arenitos que cercam a região.

Bike nos mirantes de Nova Campina

Compartilho com os leitores mais um passeio. Dessa vez,uma pedalada realizada em Nova Campina.Mais precisamente no Mirante da Borda , em Nova Campina.

Me acompanhou desta vez, Juliano Albuquerque, grande desbravador da região e amante da bike. Juliano, meu xará, tem muito conhecimento sobre os pontos mais belos da região. Tem explorado Nova Campina e há tempos estávamos pensando e fazer esse tour. Percorremos mais de 80 Km.

Eleitos pela região recebem diplomas da justiça eleitoral

Cerimônia aconteceu no plenário da Câmara Municipal de Itapeva e reuniu eleitos da 53ª Zona eleitoral;ao todo 76 eleitos

Dirigida pelo Juiz eleitoral Dr. Matheus Barbosa Pandino, a cerimônia de diplomação dos eleitos nas eleições municipais aconteceu na manhã da última quinta, (15). Além dos diplomados e da equipe da justiça eleitoral da 53ª Zona eleitoral, demais autoridades, familiares e amigos dos eleitos compareceram para prestigiar a cerimônia.

Nova Campina. Jucemara Fortes (Josi do Eliel), Antônio Cavalheiro, Juliano Camargo, Aparecido Almeida, Cleuza Cavalheiro, Joaquim Antônio, Paulo Ortiz, Nelson Pires, Sidnei Rodrigues, Gisele Fontanini e Célio Andrade, eleitos em outubro, receberam o Diploma das mãos do Juiz Dr. Matheus Pandino.

VEJA TAMBÉM: Eleições em Nova Campina: Josi do Eliel é eleita prefetia