Pular para o conteúdo principal

Fidelidade? Pra quê?


Mas o fruto do Espírito é: (...) fidelidade” (Gálatas 5:22).

A versão Almeida Revista e Corrigida simplesmente diz “fé”, porque, no grego, a palavra carrega as duas ideias. Isto é plenamente possível, pois “fé” e “fidelidade” estão tão intimamente relacionadas, que às vezes esses substantivos aparecem inseparáveis. No entanto, é importante que se faça uma distinção de seus conceitos básicos.
Sabemos que a fé é uma crença na verdade de alguma coisa. Mas o que muitos não entendem é que fé autêntica é o trabalho do Espirito Santo no coração de uma pessoa; não é algo que o coração carnal pode fazer brotar por si só. Paulo diz assim: “A mentalidade da carne é inimiga de Deus, pois não está sujeita à lei de Deus, nem pode estar. Os que vivem na carne não podem agradar a Deus” (Rm 8.7-8). Por isso que a fé é dom de Deus (Jo 1.12-13, At 18.27; Ef 2.5, 8).



Fé genuinamente salvadora é uma submissão incondicional à verdade simples do Evangelho. Isto envolve confiança pessoal em Cristo como SENHOR e Salvador, bem como uma convicção de que as declarações de verdade do Evangelho são confiáveis. Essa é uma revelação que vem de Deus ao coração do homem, não vem da carne (Mt 16.15-17).
Assim, a fé tem em sua essência mais fundamental um princípio que produz a qualidade da fidelidade – que nada mais é do que uma devoção inabalável para com a verdade. Fé e fidelidade, conquanto, em um sentido, inseparáveis, precisam ser distinguidas uma da outra por uma boa razão – porque fé em Cristo é o único instrumento de nossa justificação – completamente separado de qualquer tipo de obras. Paulo deixa isso muito claro quando diz: “sabemos, contudo, que o homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé em Jesus Cristo... ninguém será justificado pelas obras da lei” (Gl 2.16). Ou seja, nós somos justificados pela fé, não pela fidelidade. É vital que compreendamos esta distinção.


Por outro lado, é impossível fidelidade sem fé. Isto porque a fé salvadora traz consigo todos os elementos necessários para a nossa perseverança na santificação (Hb 3.14; 10.14), que inclui, obviamente, a fidelidade. A qualidade e a constância de nossa fidelidade poderão variar de tempos em tempos. Como Pedro, todos nós estamos sujeitos a fracassar. Antes de Pedro negar a Cristo por três vezes, Jesus disse a ele: “Simão, Simão, Satanás vos pediu para peneirá-los como trigo; mas eu roguei por ti, para que a tua fé não esmoreça; e, quando te converteres, fortalece teus irmãos” (Lc 22.31-32). Aquela oração de Jesus foi atendida. Graças a Deus!


A fé de Pedro permaneceu firme e inabalável, mesmo tendo ele próprio fracassado grandemente. Em última instância, nós podemos dizer que Pedro guardou a fé. É certo que ele ressurgiu dos escombros do embate espiritual com a alma toda ferida, mas ainda mais fiel e profundamente devoto ao SENHOR Jesus Cristo. Afinal de contas, o próprio Deus é inabalavelmente fiel, como diz a Escritura: “se somos infiéis, ele permanece fiel; pois não pode negar a si mesmo” (2Tm 2.13).
Deus é fiel. E você?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Na Caverna Casa de Pedra, o maior pórtico de caverna do Mundo

Patrimônio Natural da Humanidade, Vale do Ribeira se destaca com suas belas paisagens Juliano Camargo
Nossa ida ao Município de Iporanga-SP foi motivada pela trilha que dá acesso ao pórtico da caverna Casa de Pedra: a maior boca de caverna do mundo.Apenas isso! (risos).Fomos no dia 06 de Dezembro, Sábado e retornamos no Domingo,7.

Arqueologia de Nova Campina e Itapeva será destaque em série da UNIVESP TV

O arqueólogo e professor Sílvio Araújo, professor Juliano Camargo e a arqueóloga Luana Antoneto, que deram suporte à produção do programa na Região

Por meio de um convite, acompanhamos durante todo o sábado, 20, seguindo desde a manhã até o início da noite, os produtores da UNIVESP TV / TV Cultura juntamente com os arqueólogos Sílvio Araújo e Luana Antoneto, em visitas aos Abrigo Itapeva e Abrigo de Nova Campina; Dois entre os demais sítios rupestres localizados na Região. 


No Mirante Bonsai com o pessoal do Projeto English Summer Camp

Na tarde de hoje (07), acompanhei os alunos do "PROJETO ENGLISH SUMMER CAMP", numa trilha pelo Mirante da Torre, em Nova Campina.

VEJA NOSSO VÍDEO

Liderado pela professora Ivanete Landin e apoiado pela prefeitura Municipal e também pelas escolas Simpliciano Campolim de Almeida e Ary Antunes de Moura, o projeto é um trabalho em que há uma grande participação do Grêmio Revolucionários.