SEBASTIÃO VIEIRA DE OLIVEIRA

                                                                                                                          Por Professor Heber
O senhor Sebastião Vieira de Oliveira nasceu no Bairro do Fundão, (antigamente pertencente a Itapeva, atualmente o Bairro faz parte do território do Município de Nova Campina) no dia 20 de janeiro de 1921.
Filho de Aleixo Vieira de Oliveira e Felisbina Rodrigues de Freita. No início de sua vida ele era lavrador, trabalhando no Tamanduá e posteriormente passou a ser sub-delegado do então Distrito de Campina do Veado.
Casou-se com pela primeira vez com  a senhora Guilhermina Maria da Conceição, com teve os filhos, Nelson, Enock, Zenita e Neusa. Do segundo casamento, com a senhora Izabel Rosa de Oliveira, vieram os filhos, Nilson Vieira de Oliveira, Noeli Vieira de Oliveira, Nanceli Vieira de Oliveira, Neizeli Vieira de Oliveira, Nildo Vieira de Oliveira, e Nilma Vieira de Oliveira.

Sempre morou neste município, onde se destacou por ser muito honesto, humilde, bondoso, corajoso, crítico, incentivador e cooperador de um projeto social, “Lar Cândida”, ao qual se dedicou ao lado de Dona Paulina, para evitar que crianças e adolescentes ficassem sem amparo.
Atuou pela verdade, ajudando muitas pessoas de nosso município. Participava da maioria dos projetos sociais do município, colaborando com o desenvolvimento e crescimento de nossa terra.
Este grande homem nos deixou recentemente, mas sua ideologia de lealdade, dignidade e humildade nos acompanha até os dias de hoje.
Sebastião, recebeu uma justa homenagem, tendo intitulado seu nome, uma Rua do Bairro Trancho e o Ginásio Municipal, e agora recebe essa digna homenagem

Comentários

  1. Juliano, há um erro nessa postagem. Meu avô, Nelson e seus irmãos Enock, Zenita e Neusa são filhos da primeira esposa de meu bisavô, Guilhermina Maria da Conceição. Gostaria que você ratificasse. Obrigada.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Muito obrigado! Já ratifiquei. Não sei quem é você, mas foi ótima a sua contribuição. Esta postagem é um texto do Professor Heber e eu não havia percebido este erro. Mas agora creio que está tudo certo! Deus abençoe e continua acessando nosso Blog. Abraço. Deus abençoe!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar, no entanto, sem ofender. Seja cívico.